Archive for Dezembro, 2007

A todos um bom Natal!

Dezembro 23, 2007
Anúncios

“Gandas” malucos…

Dezembro 16, 2007

27 assinam Tratado da UE hoje em Lisboa

Dezembro 13, 2007

Lisboa no centro do mundo por um dia:

http://www.reuters.com/article/worldNews/idUSL182769520071213

http://www.lemonde.fr/web/article/0,1-0@2-3214,36-989051@51-958156,0.html

http://www.lastampa.it/forum/forum2.asp?IDforum=583

http://news.bbc.co.uk/2/hi/europe/7141651.stm

http://www.msnbc.msn.com/id/22232138/

“Lemon tree”

Dezembro 11, 2007

Animando o dia… a música e o clip 😉 A

Futebol Moderno

Dezembro 10, 2007

O futebol moderno não tem as romarias de Domingo à tarde. O futebol moderno é à noite. O futebol moderno é frio. O futebol moderno tem gestores e não Presidentes que amam os seus clubes. O futebol moderno dá sempre na televisão. 11 mil pessoas no Benfica – Académica de ontem… mas o que eles mereciam era ter as bancadas assim:

“Sweet Home Alabama”

Dezembro 7, 2007

Ora aí está a única música em que o cunhado F. consegue ser melhor que amateur no Singstar. 😛 

Ps: Não é que eu seja muito melhor que o cunhadinho… já a Xoaninha é só de top artist para cima! 😉 A  

Do pretenso prestígio

Dezembro 5, 2007

 Ai o prestígio… afinal não anda tão distante da sua génese etimológica… 

Da Wikipédia:

Etimologia: Prestígio vem do Latim præstigiu (“ilusão“, “truque efectuado com a mão”). A raiz da palavra é a mesma que nos deu “prestidigitação“. Em muitas línguas neo-latinas como o francês e o italiano, o termo ainda conserva (em grande parte) esse sentido.

Uso actual: Posteriormente, prestígio desenvolveu um significado positivo: ele descreve importância social, alta consideração e sólida reputação. Instituições, prémios e eventos podem ser descritos como “prestigiosos”; neste caso, seria favorável estar associado a eles. Frequentemente, prestígio também carrega um ar de associação com a elite. Este é o uso mais comum da palavra nos dias de hoje, familiar para todas as classes sociais.

Rússia

Dezembro 3, 2007

Este fim de semana houve eleições legislativas na Rússia. O partido de Vladimir Putin esmagou a concorrência com mais de 60% dos votos.

Vladimir Putin “aproveita a embalagem” e vem agora afirmar que esta vitória lhe dá o direito moral de continuar a influir directamente na política russa.

Terá Putin razão?

Sabendo que o presidente russo está a poucos meses de terminar o seu segundo e último mandato, que quererá isto dizer? Será que o novo Presidente (que será certamente o homem que Putin indicar) será apenas um testa de ferro?

Os próximos tempos tratarão de nos esclarecer…