Das memórias V – Yo no credo en Brujas, pero que las hay, las hay…

by

Uma das primeiras vezes que me lembro de ir ao Estádio da Luz foi para ver os quartos-de-final da Taça dos Campeões Europeus de 1987/88. Benfica – Anderlecht. 2-0.

Além da vitória, ficou-me dessa noite uma tal de “maldição de Guttmann”!!! Nunca tinha ouvido falar de tal senhor… mas nessa noite, naquele terceiro anel, o nome de Guttmann e a sua suposta maldição corria de boca em boca. Perguntei ao N. que história era aquela e ele lá me explicou. Bella Gutmann tinha sido o treinador que tinha levado o Benfica à conquista de 2 Taças dos Campeões Europeus. Ao deixar o clube, o húngaro terá afirmado que, sem ele, o Benfica levaria 100 anos até ser novamente campeão europeu.

Fiquei tranquilo! Afinal, estavamos a caminho das meias-finais e posteriormente de Estugarda (cidade onde decorreria a final)… mas só fiquei tranquilo até ao falhanço de Veloso contra o PSV (ndr: Veloso falhou o penalty decisivo no desempate). Aí, de repente, lembrei-me de tudo aquilo que tinha ouvido naquela noite no Terceiro Anel e quando, dois anos depois, o Benfica se qualificou novamente para a final da TCE , a minha confiança para esse jogo tinha atingido níveis lastimáveis. Só me lembrava da maldição… E não é que perdemos (Milan 1 – Benfica 0) outra vez…

Será que teremos de esperar por 2063 para ver o Benfica campeão europeu?

🙂 A

Uma resposta to “Das memórias V – Yo no credo en Brujas, pero que las hay, las hay…”

  1. xoaninha Says:

    no mínimo… hehehe😉 A

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: